sábado, 25 de março de 2017

EVANGELHO DE SÃO JOÃO 11: 3-7.17.20-27.33b - 45 -- 5° DOMINGO DA QUARESMA ANO A 2017 p/ 02/04/17

             RESSURREIÇÃO DE LÁZARO

 Naquele tempo, 3 as irmãs de Lázaro mandaram dizer a Jesus: "Senhor aquele que amas está doente." 4 Ouvindo isto, Jesus disse: "Esta doença não leva à morte; ela serve para a glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por ela. 5 Jesus era muito amigo de Marta, e de sua irmã Maria e de lázaro. 6 Quando ouviu que este estava doente, Jesus ficou ainda dois dias no lugar onde encontrava. 7 Então disse aos discípulos; "Vamos de novo a Judeia."  17 Quando Jesus chegou, encontrou Lázaro sepultado havia quatro dias. 20 Quando Marta soube que Jesus tinha chegado, foi ao encontro dele. Maria ficou sentada em casa. 21 Então Marta disse a Jesus: "Senhor, se tivesse estado aqui, meu irmão não teria morrido.  22 Mas mesmo assim, eu sei que o que pedires a Deus, ele te concederá." 23 Respondeu lhe Jesus:"Teu irmão ressuscitará." 24 Disse Marta: "Eu sei que ele ressuscitará na ressurreição, no ultimo dia. 25 Então Jesus disse: "Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, mesmo que morra, viverá. 26 E todo aquele que vive e crê em mim, não morrerá jamais. Crês isto? 27 Respondeu ela: Sim, Senhor, eu creio firmemente que tu és o Messias, o Filho de Deus, que devia vir ao mundo." 33b Jesus ficou profundamente comovido 34 e perguntou:  "Onde o colocastes?" Responderam: "Vem ver, Senhor." 35 E Jesus chorou. 36 Então os judeus disseram: "Vede como ele o amava." 37 Alguns deles, porém, diziam: "Este, que abriu os olhos aos cegos, não podia também ter feito com que Lázaro não morresse?" 38 De novo, Jesus ficou interiormente comovido. Chegou ao túmulo, era uma caverna, fechada com uma pedra. 39 Disse Jesus: "Tirai a Pedra!" Marta, a irmã do morto, interveio: Senhor, já cheira mal. Está morto a quatro dias." 40 Jesus lhe respondeu:"Não te disse que, se creres, verás a glória de Deus?"  41 Tiraram então a pedra. Jesus levantou os olhos para o alto e disse. "Pai, te dou graças porque me ouviste. 42 Eu sei que sempre me escutas. Mas digo isto por causa do povo que me rodeia,  para que creia que tu me enviastes." 43 Tendo dito isto, exclamou com voz forte: "Lázaro vem para fora!" 44 O morto saiu, atado de mãos e pés com os lençóis mortuários e o rosto coberto com um pano. Então Jesus lhes disse: "Desatai-o e deixai-o caminhar!" 45
Então, muitos dos judeus que tinham ido à casa de Maria e viram o que Jesus fizera, creram nele.

Palavra da salvação.
Glória a vós, Senhor!

Nós povo de Deus, estamos neste tempo vivenciando o quinto Domingo da Quaresma, o evangelho de São João nos fala  da vivificação de Lázaro. Jesus fez um milagre extraordinário! Como nunca se viu na face da terra! Nosso Senhor Jesus Cristo nos mostra que Ele é Deus, tem poder sobre a vida e a morte, pois reviveu seu amigo, quatro dias que estava morto. Este grande milagre do amor de Jesus encontra-se no evangelho de hoje, como uma das mais tocantes manifestações do Senhor, diante do túmulo do amigo.

"O verdadeiro homem Jesus, 100% Deus, 100% humano chorou o amigo Lázaro, como todos nós choramos quando perdemos um ente querido. Deus como homem experimentou todas as nossas fraquezas humanas e sabe como somos frágeis e pecadores. Ele experimentou tudo da existência do ser humano menos o pecado.


 A família de Lázaro era muita amiga de Jesus e todas as vezes que Jesus ia a Jerusalém se hospedava naquela casa, pois distava uns três quilômetros de Jerusalém. Lázaro tinha duas irmãs, Marta e Maria. Lázaro era portador do mal da lepra e neste ínterim, que Jesus tinha saído da Galiléia, ele não andava muito bem de sua saúde devido a enfermidade. ( hanseníase )

Neste tempo Jesus e seus discípulos estavam escondido dos judeus, além do Jordão por causa dos judeus que os perseguiam, por causa do anúncio do Reino. As irmãs de Lázaro mandaram recados ao Senhor para que voltasse a Betânia, pois o irmão estava muito doente. "Aquele que amas está doente." 

Jesus após receber o recado ainda permaneceu dois dias naquele lugar, depois disse aos discípulos: "vamos voltar para a judéia porque Lázaro morreu". Os discípulos contestaram. "Rabi..! Há pouco os judeus queriam te apedrejar, e agora queres voltar para lá?" 

Jesus tinha consciência, do que o esperava em Jerusalém. Ele mesmo havia dito: "Eis, nós agora vamos a Jerusalém e lá o Filho do Homem será entregue a seus inimigos e será morto". "Porque então ir a Jerusalém se vai morrer..?" Pensavam os discípulos. ( Mt 20:18-19 ) Foi a sensibilidade do seu amor fraterno e amigo que falou mais alto no seu coração humano.

 O amor verdadeiro é a razão de tudo, disse o Eclesiastes: "Quem encontra um amigo encontrou um tesouro". ( Eclo 6:14b ) Jesus  como pessoa, amou fraternalmente as pessoas, que faziam parte de sua vida, porque é próprio do ser humano amar. 

O ser humano foi criado para amar, por isso nele reside o amor, a emoção, os sentimentos e também a dor da perda. Estas experiências da perda todos nós as experimentamos ou muito cedo ou um pouco mais tarde, faz parte do ciclo terrestre do homem. 

Eis a razão porque Jesus volta a Judéia. Jesus volta ao lugar onde dará sua vida por cada um de nós, os pecados do mundo inteiro. Esse amor, é o ágape infinito, inexplicável de Deus pelo ser humano. Deus continua a amar o homem, embora rebelde, embora espiritualmente morto. ( cat parag: 27 ) Jesus está em Betânia e as irmãs chorosas recebem Jesus: "Rabi se estivesses aqui, o nosso irmão não tinha morrido". 

Disse lhes o Senhor: "Teu irmão ressurgirá." Respondeu Marta: "Sei que há de ressuscitar no ultimo dia final, Senhor." Respondeu lhe Jesus:" "Eu sou a ressurreição e a vida, aquele que crê em mim, ainda que esteja morto viverá. E todo aquele que vive e crê em mim nuca morrerá." "Você crê nisso?" Irmãos..! É o Senhor  Jesus perguntando-nos: Vocês Crêem em mim..? Vocês acreditam no Reino do céu..!?

Interessante notarmos que a família de Lázaro permaneceu unida, não abandonou o irmão leproso, mas acolheu-o e ficaram juntos, ajudando-o sem medo da doença e da sociedade. Havia mais alguém na família de Lázaro que sofria do mesmo mal, e Jesus havia-o curado também, este fariseu era conhecido por Simão, o leproso, qual ofereceu um jantar a Jesus por gratidão por ter sido limpo da lepra e ter curado e revivido Lázaro. ( Mt 26: 6-7 ) ( Mt 26:6; Mc 14:3; Lc 7:36 ) 

Estudiosos da bíblia acreditam que Betânia pode ter sido no tempo de Jesus um leprosário de pessoas abastadas por isso, a permanência constante de Lázaro e sua amada família naquele belo sitio de figueiras em Betânia. ( Mt 26:6 )  Sabemos que no tempo de Jesus os leprosos eram excluídos, expulsos para os desertos e cavernas, longe da sociedade. 

Podemos aqui aproveitar desse nosso comentário e fazermos uma reflexão, falarmos das nossas lepras sociais dos nossos dias atuais. Não falando da doença hanseníase em si, pois graças a Deus pode ser controlada com medicamentos. 
Irmãos..! Vamos falar da lepra nos corações insensíveis. 

 Quantos filhos insensíveis, abandonam os pais em sua velhice, abandonam-os num asilo e esquecem que existem, outras pessoas são desprezada diante de uma enfermidade incurável. Outro dia um casal que tinha dois filhos se separou, porque a esposa diagnosticou um câncer. 

 Outros não perdoam o próximo, guardam rancor e ódio no coração, com isso se  excluem,  criam lepras na própria alma. Um Cristão de verdade não faz estas coisas, o Cristão  verdadeiro permanece unido até o fim como a família de Lázaro. 

Voltemos para o evangelho. Nosso  Senhor disse profundamente cheio de emoção: "Onde o pusestes?" E foram ao sepulcro e ali Jesus chorou e o povo dizia: "Vede como Ele o amava." Jesus como ser humano experimentou também o sofrimento doloroso no interior de seu coração, a perda de um ente querido.

 Quem sabe passou na sua mente aquele dia triste em que sepultou  seu pai adotivo José. Então disse: "Tirai a pedra do túmulo." Eles diziam: "Senhor, já cheira mal, faz quatro dias que está sepultado". Respondeu o Senhor: "Eu não disse se creres verá a glória de Deus?" 

O Senhor Jesus olhou para o céu e orou em suplica. "Pai, rendo-te graças, porque me ouvistes. Eu bem sei que sempre me ouves, mas falo assim por causa do povo que está em roda, para que creiam que tu me enviaste." E exclamou em alta voz: "Lázaro vem para fora." E o morto reviveu e saiu do túmulo para a gloria de Deus.  O que aconteceu no túmulo de Lázaro foi um sinal, de quem é Jesus. Jesus é Deus..!


 "Este mesmo milagre o Senhor continua realizando hoje na igreja e no mundo." Ele está a todo momento diante de cada um de nós dizendo os nossos nomes: "Lázaros vem para fora..! Eu sou a ressurreição e a vida, creiam em mim". Ele  prometeu-nos que aquele que comer da sua carne e beber de seu sangue, Ele o ressuscitará no ultimo dia. ( Jo 6:51-58 )

 Hoje Ele nos chama para nos vivificar, sairmos dos nossos túmulos: Túmulos da indiferença, da preguiça, do egoísmo, do nosso egocentrismo, dos nossos medos, do desespero, da depressão da alma abatida, e dos pecados em que vivemos. Ele disse: "Vinde a mim, vós todos que estais aflitos sob o fardo, eu vos aliviarei." ( Mt 11:28-30 )   
Amém!

Jesus é o Senhor!

TEXTO ELABORADO COM AUXILIO DO LIVRO DE HOMILIAS DE CANTALAMESSA - "O VERBO SE FAZ CARNE" PG 63-65 - ANO A- 5° DOMINGO DA QUARESMA - E O LIVRO LITÚRGICO "DEUS CONOSCO"- BÍBLIA AVE MARIA  

sábado, 18 de março de 2017

EVANGELHO SÃO JOÃO 9,1.6-9.13-17.34-38 4º DOMINGO DA QUARESMA ano "A" 2017 p/ 26/03/17



                           JESUS E O CEGO DE NASCENÇA


Naquele tempo, 1 ao passar, Jesus viu um homem cego de nascença. 6 E cuspiu no chão e fez lama com saliva e colocou-a sobre os olhos do cego. 7 E disse lhe: "Vai lavar na piscina de Siloé". O cego foi lavou-se e voltou enxergando. 8 Os vizinhos e os que estavam acostumados ver o cego - pois ele era mendigo - diziam: "Não é aquele que ficava pedindo esmola?"  9 Uns diziam: "sim, é ele!" Outros afirmavam: "Não é ele, mas alguém parecido com ele." Ele porém dizia: "Sou eu mesmo!"  13 Levaram então o homem que tinha sido cego. 14 Ora, era sábado, o dia em que Jesus tinha feito lama e aberto os olhos do cego. 15 Novamente, então lhe perguntaram, os fariseus, como tinha recuperado a visão. Respondeu-lhes: "Colocou lama sobre meus olhos, fui lavar-me e agora vejo!" 16 Disseram então, alguns dos fariseus: "Este homem não vem de Deus, pois não guarda o sábado". Mas outros diziam: "Como pode um pecador fazer tais sinais?" 17 E havia muitas divergências entre eles. Perguntaram outra vez ao cego: "E tu que dizes daquele que te abriu os olhos?" Respondeu: "É um profeta." 34 Os  fariseus disseram-lhe: "Tu nascestes todo em pecado e estas nos ensinando?" E expulsaram-no da comunidade.   35  Jesus soube que o tinham expulsado. Encontrando-o, perguntou lhe: "Acreditas no Filho do homem?" 36 Respondeu ele: "Quem é, Senhor, para que eu creia nele?" 37 Jesus disse: "Tu o estas vendo; é aquele que fala contigo". Exclamou ele: 38 "Eu creio Senhor!" E prostrou-se diante de Jesus. 

Palavra da salvação. 
Glória a vós, Senhor! 

  Estamos diante do evangelho de São João, quarto Domingo da Quaresma. E nós Igreja, povo de Deus, cada vez mais perto das solenidades da Semana Santa, por isso da maior compromisso de nossa parte  nos exercícios espirituais e a liturgia que se seguirá. O desfecho final litúrgico aguardado é o da páscoa, da grande noite do sábado, do Aleluia. 

 Será com grande júbilo quando o sacerdote caminhar no corredor central do templo, as luzes apagadas e o fogo aceso do Sírio Pascal dizendo: "Eis a luz de Cristo..!", "Eis a luz de Cristo..!" E o Ressuscitado dizendo-nos: "Eu sou a luz do mundo! Eu sou a luz da vida! Estou vivo, ressuscitei..! 

  Então de nossa parte, como bons cristãos, vamos fazer uma boa preparação para vive-la através de uma boa confissão buscando um confessor. Que tudo aquilo que fizermos sejam de atitudes com transparências para que possamos como o cego do evangelho ver o Cristo Ressuscitado. 

 Irmãos brasileiros..! Lembremo-nos que neste ano iremos as urnas, por isso temos de saber dar o nosso voto, contra a corrupção e a exploração humana. Não podemos admitir que a cegueira da injustiça vença de novo se acreditamos que Jesus é a nossa luz no mundo. 

 "Se a justiça dos homens tementes a Deus" não tomar atitudes sérias, contra este mal, ele poderá tornar-se a coisa mais maligna e nojenta da face da terra. O ser humano está se tornando objeto descartável, por pessoas desalmadas que buscam tirar proveitos e vantagens lucrativas.   

  Irmãos..! Deus não quer isso para seus filhos, Ele quer o nosso bem, Lembremo-nos com tristeza a segunda guerra mundial, o holocausto de milhões de seres humanos que foram perseguidos, incinerados nos fornos, tratados como animais que se descarta no lixo.  

Conta-nos, os documentários da grande guerra que a quilômetros de distância podia-se sentir o cheiro de carne humana assada, das fornalhas de Auschwitz. Graças a Deus, este tempo terrível e maligno se passou. Vamos abrir nossos olhos, como filhos de Deus, e denunciar todo mal que pode ser maléfico aos nossos semelhantes e nossos filhos.  

  Como verdadeiros homens e mulheres de fé no Cristo ressuscitado, denunciaremos este mal: "O tráfico humano" não podemos admitir que as trevas da exploração humana permaneça. Peçamos ao Senhor que tire as traves de nossos olhos, fazendo-nos enxergarmos a verdade, livrando-nos das manipulações e falsas interpretações.  

 Vamos ficar de olhos abertos nos nossos políticos, pois se nós os elegemos temos o direito de cobrar deles, "luta e justiça," contra o mal do tráfico humano. O evangelho de hoje, Nosso Senhor curou um cego de nascença. Jesus estava passando viu um cego e os discípulos perguntaram ao Senhor, se a cegueira daquele homem era os pecados dos pais. 



  O Senhor respondeu: Não é pecado nem dele e nem dos pais, mas esta cegueira é para que se manifeste as obras de Deus (A razão providencial dessa cegueira é a manifestação da glória divina, mediante um milagre. Bíblia Ave Maria -- Jo 9:3 Rodapé 9,3). O texto de hoje nos conta que jesus fez lodo com seu cuspe e passou nos olhos do cego e lhe disse: "Vai lavar os teus olhos na piscina de Siloé".  

O cego foi e voltou enxergando. Irmãos..! Jesus é maravilhoso, onde ele passa, vai curando, libertando, e transformando; até  sua saliva tem poder curador. São João quer que façamos uma reflexão espiritual neste texto. "Jesus é a luz do mundo aquele que caminha com ele não anda nas trevas." 

 O cego do evangelho, é cada um de nós, que ainda não enxergou e descobriu o Cristo em nossa vida. Muitos de nós, infelizmente, só conhecem o Jesus histórico. É preciso conhece-lo espiritualmente, para descobrir as realidades espirituais. O evangelho de Domingo passado, nos contava o diálogo de Jesus e a mulher Samaritana, que tinha um coração sem sensibilidade espiritual. 

Jesus propunha-lhe a água viva do Espírito Santo, e ela insensível pedia da água terrena. O cego do evangelho de hoje teve uma tremenda experiência com jesus, pois acreditou nas palavras do Cristo que lhe propôs abrir seus olhos lavando-os na fonte de Siloé. Assim é a nossa fé, as vezes damos passos a frente sem ver, mas acreditamos que Deus vai agir. "O espírito Santo é o autor da nossa fé..!" 

Todos nós, cristãos, um dia fomos a piscina de Siloé, a pia fonte batismal, mas muitas vezes não damos testemunhos de verdadeiros Cristãos, filhos da luz. A pergunta é: Caminhamos realmente "como filhos da luz?" Isto é, como pessoas honestas e transparentes? (Ef 5:8) "O cristão não deve se contentar em ser "um iluminado", mas sim "uma testemunha da luz". (Jo 1:8) "Vós sois a luz do mundo" disse o Senhor. (Mt 5:13-16) "É para a liberdade que Cristo nos libertou." (Gl 5: 1) 

Infelizmente, quantos irmãozinhos só conhecem o Jesus histórico, mas ainda não fizeram uma experiência com o Cristo ressuscitado. O texto do evangelho sobre a cura do cego nos faz lembrar de um tribunal com interrogatórios, com testemunhas depondo contra Jesus, só porque Ele fez o bem, por curar aquele jovem cego num dia de sábado. 

 Os fariseus perguntavam ao rapaz e aos vizinhos que conheciam desde pequeno, e todos atestavam que era realmente cego de nascença, e como havia sido aberto seus olhos a visão. Ele respondia: Ele fez lama e colocou sobre meus olhos, fui a fonte de Siloé lavei e agora vejo. Os fariseus diziam: "Este homem não vem de Deus, pois não guarda o sábado." 

 Mas outros diziam: "Como pode um pecador fazer sinais?" Irmãos..! Jesus é maior que o sábado, pois Ele é Deus, a misericórdia de Deus é maior que as leis dos homens. (Mt 12:1-12) Jesus disse: "Quero misericórdia e não sacrifício...não condenaríeis os inocentes. Porque o filho do homem é Senhor do Sábado." (Mt 12:7-8, 11)   



Siloé significa para nós a fonte batismal, onde cada um de nós fomos um dia, lavados, mergulhados no Cristo e ressuscitado com Ele para a vida eterna. Precisamos descobrir este Cristo na nossa vida para podermos enxergar com luz nos olhos da fé. São Paulo na segunda leitura enriquece o evangelho dizendo: "Irmãos, outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor!" ( Ef 5:8-14 ).
A palavra nos diz que Jesus depois encontrou com aquele moço, que o tinha curado da cegueira de nascença e perguntou: "Acredita no filho do homem?" O Jovem respondeu: "Quem é, Senhor, para que eu creia nele?" Jesus disse: "Tu o estás vendo; é aquele que fala contigo." Exclamou ele: "Eu creio Senhor!" 

 E prostrou adorando o Senhor Jesus. Fica aqui para cada um de nós uma pergunta: O que estamos fazendo com os nossos olhos..? Estão fechados para as coisas do alto..? Estão fechados para as injustiças..?! São Paulo nos acorda dizendo: Desperta, tu que dormes! Levanta-te dentre os mortos e Cristo te iluminará. Amém!

Jesus é o Senhor! 

Texto elaborado com tópicos, da homilia de Cantalamessa - "O verbo se faz carne"- Ano "A" - Quarto Domingo da Quaresma. Pg 60 -- Livro litúrgico "Deus conosco"-- Bíblia Ave Maria. 

sábado, 11 de março de 2017

EVANGELHO SÃO JOÃO 4,5-15.19b-26.39a. 40-42 3º DOMINGO DA QUARESMA - ano "A" 2017 p/ 19/03/17


                                       JESUS E A SAMARITANA 

 Naquele tempo, 5 Jesus chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, perto do terreno que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6  Era ai que ficava o poço de Jacó. Cansado da viajem, Jesus sentou-se junto ao poço. Era por volta do meio-dia. 7 Chegou uma mulher de Samaria para tirar água. Jesus lhe disse: " Dá-me de beber." 8 Os discípulos tinham ido a cidade comprar alimentos. 9 A mulher samaritana disse então a Jesus, " Como é que tu, sendo judeu, pedes de beber a mim, que sou uma mulher samaritana? De fato, os judeus não se dão com os samaritanos. 10  Respondeu lhe Jesus: Se tu conhecesses o dom de Deus e quem e que te pede: "Dá-me de beber, tu mesma lhe pedirias a ele, e ele te daria água viva." 11 A mulher disse a Jesus: "Senhor, nem sequer tens balde e o poço é fundo. De onde vais tirar a água viva? 12 Por acaso, és maior que nosso pai Jacó, que nós deu o poço e que dele bebeu, como também seus filhos e seus animais?" 13 Respondeu Jesus: "Todo aquele que bebe desta água terá sede de novo. 14 Mas quem beber da água que eu lhe darei, esse nunca mais terá sede. E a água que eu lhe der, se tornará nele uma fonte de água que jorra para a vida eterna." 15 A mulher disse a Jesus: "Senhor, dá-me dessa água, para que eu não tenha mais sede, e nem tenha de vir aqui para tira-la." 19 "Senhor, vejo que és um profeta! 20 Os nossos pais adoram neste monte, mas vós dizeis que em Jerusalém é que se deve ser adorar." 21 Disse lhe Jesus: " Acredita me mulher: Está  chegando a hora, em que nem neste monte, nem em Jerusalém adorareis o Pai. 22 Vós adorais o que não conheceis. Nos adoramos o que conhecemos, pois a salvação vem dos Judeus. 23 Mas está chegando a hora, e é agora, em que os verdadeiros adoradores adorarão a adorar o pai em espírito e verdade. De fato estes são os adoradores, que o Pai procura. 24 Deus é espírito e aqueles que o adoram devem adora-lo em espírito e verdade." 25 A mulher disse a Jesus: "Sei que o Messias ( que se chama Cristo ) vai chegar. Quando ele vier, vai nos fazer conhecer todas as coisas." 26 Disse lhe Jesus: "Sou eu, que estou falando contigo." 39 Muitos samaritanos daquela cidade abraçaram a fé em Jesus. 40 Por isso os samaritanos vieram ao encontro de Jesus e pediram que permanecesse com eles. Jesus permaneceu ali por dois dias. 41 E muitos outros creram por causa da sua palavra. 42 E disseram a mulher: " Já não cremos por causa das tuas palavras, pois nós mesmo ouvimos e sabemos que este é verdadeiramente o salvador do mundo." 

- Palavra da salvação.
 - Glória a vós, Senhor! 


  Estamos no terceiro Domingo da Quaresma, o evangelho é de São João. Neste tempo quaresmal são momentos de fazermos uma reflexão da nossa vida, o quanto somos fracos e dependentes de Deus. Tempo de tomarmos consciência o quanto Deus nos amou e tem nos amado, pois deu seu filho único em troca de nossos pecados. 

 No evangelho de Domingo passado, mediante a transfiguração de Jesus, os três discípulos fizeram a experiência do repouso no Espírito diante da tamanha grandeza celeste. Eles desceram o monte Tabor cheios de alegria para subir com Jesus o Monte Sião, onde o Cristo será desfigurado até a morte; morte de cruz.  

Nós igreja Católica vamos vivenciar estes passos dolorosos na Semana Santa. O ponto dramático e litúrgico culminará as três da tarde da Sexta feira Santa com o "momento da cruz".  O evangelho de hoje é estupendo, maravilhoso, fala do poço de Jacó, lembrado em Gêneses o "Patriarca das tribos, de Israel".
 Quando se fala de poço, fala de água, poço lembra concerto, aliança, água lembra-nos o Espírito Santo, logo está  nos falando do nosso batismo. João narra neste evangelho o encontro de Jesus e a mulher samaritana no poço de Jacó. Jesus está caminhado com seus discípulos para Jerusalém, Ele sabe que lá vai acontecer seu batismo de sangue e seu martírio. 

 É necessário que tudo isto aconteça para que se realize as promessas de Deus. No seu caminho missionário vai anunciando a todos os filhos da promessa e aos gentios também. Deus não tem acepção de Pessoas para o seu Reino. O Reino de Deus  existe para os cristãos, aqueles que acreditam nele e lutam por ele. O caminho para  o Reino chama-se: "Nosso Senhor Jesus Cristo..!" 

 O anúncio do Reino de Deus leva Jesus e seus discípulos a se adentrarem na região da Samaria, porque não podem perder tempo, de não anunciar a Boa Noticia aos homens de boa vontade. "Jesus é a própria Boa Nova do reino que chegou. "Estes  primos dos judeus, por razões de rivalidades políticas desde os reinados dos reis de Israel, ( Israel e Judá ) se separaram das tribos, pois foram conquistados por povos gentios, perdendo as identidades judaicas. 
Estes povos estrangeiros enculturaram-lhes sincretismo religiosos, com misturas de raças e costumes e isso não combinava com os judeus que se julgavam serem os legítimos filhos da promessa. Os samaritanos construíram um templo no monte Gerizim para adorar Javé, pois os judeus não aceitavam que os samaritanos entrassem em Jerusalém, para adorar a Deus. 

 A região da Samaria era passagem obrigatória para quem ia para Jerusalém, mas os judeus cortavam voltas por outros caminhos mais longos e íngremes só para não passar na região deles por causa da hostilidade contínua e raivosa entre eles. 

 Mas naquele dia Jesus tem um encontro marcado com alguém naquele poço. É meio dia, o sol causticante da Palestina está a pino, Ele se ajeita sob a sombra de uma oliveira e espera pacientemente que alguém venha. Ele sabe que alguém virá; Ele tem sede, mas não tem o balde para içar a água.  Os discípulos foram a cidade comprar comida,  Nosso Senhor ficou  ali naquele poço a esperar. 

 Então chegou uma mulher com seu cântaro para buscar água. Jesus lhe dirige a palavra dizendo: Dá-me de beber. Ela responde assustada, com a presença de um homem judeu ali na fonte, e com falta de educação disse: Como você sendo um judeu me pede água para mim, que sou uma mulher samaritana..? Acaso nós samaritanos e vocês judeus temos amizade..!?  

Então inicia um diálogo maravilhoso entre Jesus e a mulher. Disse-lhe o Senhor calmamente: "Se você conhecesse os dons de Deus e quem te pede água, você pediria da água viva que Ele tem, e Ele te daria desta água, e você nunca mais teria sede."Irmãos..! Jesus é aquele, que sacia a nossa sede em todos os sentidos. 

 Ele está  nós dizendo hoje e agora mesmo: Se nós conhecermos os dons do Espírito Santo nunca mais teremos sede pelas coisas materialistas, pois o Espírito de Deus cuidará de nos dar a água viva para a vida eterna.  Jesus disse nos: "Buscai primeiro o Reino de Deus".

  Quantas mensagens maravilhosas Jesus nos ensinou ligado a água. Ele gritou em alta voz no pórtico Salomão "Se alguém tem sede, venha a mim e beba," e disse muito mais; se conhecermos os dons do Espírito Santo: "Do seu interior manarão rios de água viva." (Jo 7: 37-38) 

Também na cruz ao ser transpassado pela lança do soldado, jorrou sangue e água como fonte de misericórdia para nós. Em Marcos Ele mandou nos ir pelo mundo inteiro "batizando em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo." (Mc 16:16 )  

 Sabemos que a água é o elemento vital para todos os viventes, neste mundo, no Gêneses, o autor sagrado diz que o "Espírito de Deus pairava sobre as águas" fecundando-as. ( Gn 1:2 ) Aquela gotinha de água que se coloca no cálice de vinho para a consagração é para nos dizer que diante da misericórdia infinita de Deus o nosso pecado é infinitamente menor que o oceano de amor e  perdão por cada um de nós. 

 Deus é amor..! São Paulo vai nos dizer em Efésios que "Cristo amou sua igreja e se entregou por ela, para santifica-la, purificando-a pela água do batismo com a palavra,  para apresenta-la a si mesmo toda gloriosa, sem mácula, sem ruga, sem qualquer outro defeito semelhante, mas santa e irrepreensível." (Ef 5:25-26)
 Voltando para o diálogo de Jesus e a samaritana no texto do evangelho Jesus disse a mulher: "Todo aquele que bebe desta água, que você veio buscar aqui neste poço, vai ter sede de novo. Mas aquele que beber da água que eu der, nunca mais vai ter sede". O Espírito Santo de Deus é simbolizado pela água. 

 "A água que eu der se tornará fonte de vida eterna." A mulher pediu da água de Jesus sem entender as realidades espirituais que o Senhor está lhe propondo: Ele está falando da vida eterna. "Senhor dá-me desta água, para que eu não precise mais vir aqui busca-lá!" 
  Este pensamento da mulher samaritana é terreno, também caso nosso, quando não temos um encontro pessoal com Deus, não almejamos o Reino, colocamos em primeiro lugar coisas materialistas, não desejamos coisas espirituais, para o nosso bem espiritual. 

16 Jesus disse a mulher: "Vai chamar o teu marido e volte cá. 17 A mulher respondeu: "Não tenho marido." Disse Jesus: Tens razão em dizer que não tens marido. 18 "Tivestes cinco maridos e o que  agora tens não é teu, nisso disseste a verdade". Então a mulher ao ouvir sua vida ser revelada por Jesus caiu na real  e disse: Senhor, vejo que és um profeta!  

 Quantos de nós, para acreditarmos nas realidades espirituais, precisamos de sinais para sermos tocados. Muitas vezes Deus nos visita, fala conosco, por meio de simples palavras para nos fazer cair na realidade, como Ele falou com a Samaritana no poço de Jacó. "Olha..! Sou o teu Deus e Senhor..! Estou aqui a te falar..! Eu sei da sua vida de pecados que está levando; volte para mim! Dá-me sua miséria, eu te amo". 

 Irmãos..! Quantas vezes Deus fala conosco e sem entende-lo ficamos em cima do muro a esperar a graça  que se  passa. Deus não cessa de chamar o ser humano a si, sempre é ele que dá o primeiro passo em nossa direção e somente Nele é que encontraremos a nossa felicidade e verdade. ( Ver Cat. Parag 27 ) 
O diálogo de Jesus e a samaritana se estende a falar, onde Deus deve ser adorado. Disse  a mulher: "Nossos pais adoram  Javé neste monte, e vocês judeus dizem que só em Sião, Deus deve ser adorado." Jesus respondeu: "Acredita-me mulher: Está chegando o tempo, que nem neste monte ou em Jerusalém adorareis o Pai." Vós adorais o que não conheceis.  

"Nós adoramos o que conhecemos, pois a salvação vem dos judeus." Jesus quis dizer: quando conhecemos a Deus e o experimentamos, nós podemos adora-lo em espírito e verdade, onde quer que estivermos. Pois, Deus é puríssimo Espírito. Irmãos..! A salvação do mundo veio dos judeus, pelo "sim a Deus" de uma jovem judia da estirpe de Davi chamada Maria, a mãe do  Filho de Deus encarnado, Jesus..! 

A mulher samaritana disse: "Sei que o Messias, o Cristo vai chegar, e quando ele vier vai nos ensinar todas as coisas". Então Nosso Senhor se declara à mulher: "Sou eu" o Messias quem te fala contigo." A Mulher esquece o cântaro e corre a cidade anunciando que tinha encontrado o Cristo e o povo vieram até Ele, abraçando a fé, e Jesus permaneceu ali dois dias, pregando o reino de Deus. 

 E eles diziam a Samaritana, "Já não cremos por causa das tuas palavras, pois nós mesmo ouvimos e sabemos, que este é verdadeiramente o salvador do mundo". Qual e a mensagem do evangelho para nós católico? Cristo é a água que sacia a nossa sede de vida em todos os sentidos e alimenta as nossas esperanças. Só Jesus pode matar a nossa sede tanto física como espiritual. 

 Ele nos ensinou: Deus deve ser adorado em espírito e verdade, onde quer que estivermos, pois Deus é puríssimo espírito. Mas não é porque pode ser adorado, onde quer que estivermos, que vamos afastar da mesa Eucarística aos Domingos. A Missa Dominical é o nosso ponto de encontro, o poço que Jesus espera por nós, para nos oferecer a água viva, da vida eterna. Amém! 

Jesus é o Senhor! 

Texto elaborado com tópicos da homilia de Raniero Cantalamessa; " O verbo se faz carne," ano A- Livro litúrgico: Deus conosco n° 147- Bíblia: AVE MARIA Os versículos Jo 4:16-18 

sábado, 4 de março de 2017

EVANGELHO SÃO MATEUS 17,1-9 2º DOMINGO DA QUARESMA ano "A" 2017 - LEITURAS: 1ª Gn 12,1-4a ; Sl p/ 12/03/17


                        A TRANSFIGURAÇÃO DE JESUS! 


            Naquele tempo, 1 Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João seu irmão, e os levou a um lugar a parte, sobre a montanha. 2 E foi transfigurado diante deles; o seu rosto brilhou como o sol e as suas roupas ficaram brancas como a luz. 3  Nisto apareceram-lhe Moisés e Elias conversando com Jesus. 4  Então, Pedro tomou a palavra e disse: "Senhor, é bom ficarmos aqui. Se queres, vou fazer aqui três tendas: uma para ti, outra para Moisés e outra para Elias." 5 Pedro ainda estava falando quando uma nuvem luminosa os cobriu com sua sombra. E da nuvem uma voz dizia: "Este é o meu filho amado, no qual eu pus todo o meu agrado. Escutai-o!" 6 Quando ouviram isto os discípulos ficaram muitos assustado e caíram com o rosto em terra. 7 Jesus se aproximou, tocou neles e disse: "Levantai-vos e não tenhais medo." 8 Os discípulos ergueram os olhos e não viram mais ninguém a não ser somente Jesus. 9 Quando desciam da montanha Jesus ordenou-lhes: "Não conteis a ninguém esta visão até que o Filho do homem tenha ressuscitado dos mortos". 

Palavra da salvação. Glória a vós, Senhor! 


Queridos irmãozinhos em Cristo Nosso Senhor, o evangelho deste Domingo é maravilhoso..! Nosso Senhor Jesus Cristo transfigurou-se no Monte Tabor. No primeiro Domingo da Quaresma, São Mateus nos apresentou Nosso Senhor lutando com a tentação no deserto e o mal do pecado foi massacrado.

 Ele fez jejuns e penitencias durante quarenta dias para que o projeto do amor de Deus fosse realizado. Este projeto da Divina Misericórdia foi por cada um nós, filhos adotivos de Deus, em seu Filho Jesus  Cristo.   

O evangelho deste segundo Domingo da Quaresma nos apresenta uma situação diferente a dos acontecimentos da tentação de Jesus no deserto.  Jesus subiu no monte para orar, levou consigo três apóstolos mais íntimos, Pedro, Tiago e João. Os demais discípulos e a multidão ficaram na planície ao sopé do monte a espera do Senhor que se retirou. "Jesus é pleno oração e intercessão." Tudo que Ele faz, faz com obediência ao Pai do céu, nós precisamos aprender com Jesus a pratica da obediência. 

Embora Ele fosse divino não prevaleceu-se usando do seu poder como Filho de Deus em beneficio próprio, a não ser interceder em favor do próximo, curar e libertar as pessoas oprimidas por satanás. 

 Os quarenta dias de oração no deserto e as provações  deram-lhe forças para iniciar sua vida pública e agora na montanha toma as decisões importantes do seu ministério, redimir a humanidade e vencer o pecado que pesa sobre o mundo. 

Subir a montanha é elevar-se até Deus, aproximar espiritualmente do transcendente, se deixar elevar humildemente, num nível espiritual elevado santo.

 A Igreja Católica tem muitos Santos místicos que levitavam em êxtases quando entravam em profundas orações em Deus. ( Santa Catarina de Sena, Santo Ambrósio, São Francisco de Assis, Santo Antônio Galvão e muitos outros. )  

 O evangelho de hoje nos conta que chegados no alto do Tabor, os discípulos se ajeitaram para descansar, mas Jesus se adiantou passos mais a frente e transfigurou-se diante deles. Seu corpo tornou-se glorioso. 

Para os três apóstolos moídos de cansaço e dúvidas diante da maravilhosa manifestação celeste, sentiram-se como se estivessem num porto tranquilo. Caíram em êxtase maravilhados diante da radiosa visão celeste, numa experiência como nunca tinham vistos e experimentados.  

  A palavra diz que uma atmosfera de glória envolveu a montanha e os apóstolos diziam coisas sem nexo, sem entender o que diziam. Ao lado de Jesus cheio de gloria apareceram dois profetas do Velho Testamento.

Moisés e Elias, eles conversavam com Nosso Senhor de como seria sua missão, de como seria sua morte pela redenção do mundo. O acontecimento da transfiguração é para mostrar para nós igreja quem Jesus é. 

Jesus enquanto ser humano "Ele é Deus" que veio nos salvar da morte eterna. É para a liberdade que Cristo nos libertou. (Gl 5:1 ) 
Ele é aquele que os profetas falaram, o ungido de Deus, o Messias. 

Por isso a presença dos dois profetas maiores do Antigo Testamento também um sinal de profecia  e destino que seremos na eternidade, se nos perseverarmos no Senhor. São Paulo disse na carta aos Coríntios:

 "Deus fez esplandecer aquele dia no Tabor, nos corações dos três discípulos, o esplendor da glória de Deus, que refletiu-se na face do Cristo." ( 2 Cor 4:6 )  

Foi como-se a divindade oculta do verbo encarnado derrubasse as paredes de sua carne humana e brilhassem sua glória divina. A transfiguração do Senhor Jesus se dá o encontro do temporal com o eterno. 

Pedro sem saber o que está dizendo disse: "Como é bom estar aqui; aqui está bom demais, vamos fazer três tendas e ficar aqui para sempre. Uma para Ti, outra para Moisés e outra para Elias". 

 A presença de Moisés e Elias, na transfiguração, nos mostra que no céu existem os santos para glória de Deus. Os mortos não estão dormindo, como algumas doutrinas que se dizem cristãs pregam por ai que quando morremos acabou-se tudo. Pois se estivessem mortos ou dormindo, como é que Moisés e Elias estariam na transfiguração, conversando com Jesus? Ou será que Deus os acordou só para fazer a encenação do Tabor..? 

Faz cair por terra, as falsas doutrinas Espírita e Nova Era da reencarnação, e sim, exalta a nossa futura ressurreição e santificação e a vida eterna.

 A doutrina da reencarnação nega o sacrifício único de Jesus Cristo na cruz e sua ressurreição pela nossa salvação. O homem está destinado a morrer uma só vez e depois disso enfrentar o juízo. (Hb 9:27-28) 

  Mateus descreve que uma nuvem maravilhosa ocultou  Jesus e os dois profetas e da nuvem fez se ouvir uma voz: "Este é meu Filho amado; ouvi-o." Nesta cena identifica-se a voz do Pai do céu que fala da nuvem, a nuvem, luminosa.

Podemos entender o poder santificador do Espírito Santo que envolve toda criação e toda a vontade de Deus na realização da encarnação do Verbo que se transfigura agora como três pessoas, da Santíssima Trindade no Tabor." "O Pai, o Filho e o Espírito Santo." 

 Os discípulos diante da maravilhosa visão ficaram assustados e caíram como que em êxtase por terra. Então Nosso Senhor aproximou-se tocando-os e dizendo: "Levantai vós e não tenhais medo." 

Os três apóstolos ergueram os olhos e não viram mais ninguém a não ser Jesus. E quando desciam do monte Jesus ordenou-lhes que não contassem a ninguém o que tinham visto e ouvido até que Ele ressuscitasse dos mortos. 

Fica para nós uma meditação: "A alegria luminosa da páscoa, os três apóstolos não teriam chegado até ela se tivessem parado só na contemplação da transfiguração do Tabor a sombra de três tendas." 
Foi necessário descer a montanha com o Senhor Jesus para subir com Ele corajosamente o caminho do calvário. Também todos nós não chegaremos lá, a não ser seguindo corajosamente as pegadas de Nosso Senhor Jesus Cristo.

"Hoje Jesus diz  para cada um de nós: Levantai-vos, ânimo, avante, coragem, vamos, não tenham medo..! "Eis que estarei com vocês até o fim do mundo." ( Mt 28:16-20 )  Amém! 

Jesus é o Senhor!

sábado, 25 de fevereiro de 2017

EVANGELHO SÃO MATEUS 4,1-11 1º DOMINGO DA QUARESMA ano "A" 2017

(Texto que meu pai deixou sobre a Quaresma)

                        AS TRÊS TENTAÇÕES DE CRISTO 



 Naquele tempo, 1 o espírito conduziu Jesus ao deserto para ser tentado pelo diabo. 2 Jesus jejuou quarenta dias e quarenta noites e depois disso teve fome. 3 Então o tentador aproximou-se e disse a Jesus: "Se és Filho de Deus mande que estas pedras se transformem em pães!" 4 Mas Jesus respondeu: "Esta escrito: Não só de pão vive o homem mas de toda a palavra que sai da boca de Deus." 5 Então, o diabo levou Jesus a cidade santa, colocou-o sobre a parte mais alta do templo 6 e lhe disse: "Se és Filho de Deus lança-te daqui abaixo!". Porque está escrito: Deus dará ordens ao teus anjos a teu respeito e eles te levarão nas mãos para que não tropeces em alguma pedra."  7 Jesus lhe respondeu: "Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus!" 8 Novamente o diabo levou Jesus para um monte muito alto. Mostrou lhe todos os reinos do mundo e sua glória e lhe disse: 9 Eu te darei tudo isso se te ajoelhares diante de mim para me adorar." 10 Jesus lhe disse: "Vai te embora satanás, porque está escrito: "Adorarás ao Senhor teu Deus e somente a ele prestarás culto." 11 Então o diabo o deixou. E os anjos aproximaram e serviram a Jesus. 

  Palavra da salvação.
 Glória a vós, Senhor!

 Neste tempo Quaresmal é um tempo propício para nós cristãos -   povo de Deus fazermos uma reflexão sobre a nossa vida e a nossa conversão. Neste tempo, nós igreja, vamos vivenciar o tema da Campanha da Fraternidade 2017: "Biomas brasileiros e defesa da vida!"

 A Igreja Católica; no Brasil, com a sabedoria do Espírito Santo, quer fazer gestar em nós, em todo território nacional, as realidades deste tema terrível, é preciso lutar pelo Ecossistema  da nossa casa -  Mãe Terra.

 Que esta campanha da fraternidade seja um meio de denunciarmos  e lutarmos com todas as nossas forças contra este mal que os homens egoístas estão lapidando a face da terra e destruindo a vida. 

 A Igreja como sempre está em defesa da vida e lutando pelos direitos dos oprimidos e dos excluídos.  O seres humanos não podem serem explorados, pois também tem seus direitos sobre a terra para lavrá-la e tirar seu sustento e protege-la. 

Denunciando esta prática, a Campanha da Fraternidade aponta para a restauração do Homem em sua originalidade divina, realizada em Cristo. Deus tem planos bonitos para todos nós, e não desiste de nós, quando terminou a criação Ele viu que era bom e disse: Crescei e multiplicai.

Foi por isso que Deus enviou seu filho único para nos libertar de toda opressão tanto física quanto espiritual. "É para a liberdade que Cristo nos libertou." (Gl 5,1 ) 

 A proposta da Campanha da Fraternidade neste ano convida a todos nós cristãos, povo de Deus, a sermos parceiros nestes objetivos e denunciar o mal.

 Não vamos ficar a olhar só para o mal, mas olhar para o mundo e ver, que o "Bem" existe e é vencedor de todo mal.

 Que existe pessoas boas, amorosas, caridosas querendo fazer o bem para próximo, sem pensar a quem. E este bem está presente em cada um de nós, que pela fé se deixa ser penetrado pelo amor de Deus. 

Sabemos como o mal entrou no mundo, o homem quis ser Deus, ouvindo a voz da serpente.  

 Este pecado de morte espiritual que nos assolava foi derrotado por Deus através de seu Filho Nosso Senhor Jesus Cristo que nos redimiu na cruz. ( Eclesiástico 10:14-15 ) 

 E agora, como filhos adotivos de Deus em Cristo, podemos lutar e desmascarar os inimigos da nossa salvação. 

 Jesus veio salvar o Homem todo tanto o físico como o espiritual. " Como diz São Paulo aos Gálatas: "É para a liberdade que Cristo nos libertou." 

Esta liberdade não é a liberdade que o mundo do anti-cristo prega, mas a liberdade do amor de Deus  que nos conduz ao Reino dos céus. 

Quantas pessoas tem medo de entregar suas vidas de pecado a Deus com medo de perder as liberdades mundanas do mundo. 

(Antes de minha conversão, eu pensava desta forma, mas quando deixei Jesus entrar na minha vida, eu descobri a verdadeira liberdade de ser filho de Deus. Perder a liberdade que se passa do mundo, mas ganhar a liberdade do Espírito Santo que não se passa, ser cidadão do céu.) 

  O evangelho de hoje nos proclama, que após o batismo, Nosso Senhor  Jesus Cristo pleno do Espírito Santo se retirou  para uma região deserta para ser provado. Provado para que..? 

São Mateus está nos dizendo que Cristo foi enfrentar satanás em outro terreno."O deserto" diferente daquele que Adão deixou-se ser seduzido pela voz da tentação do mal.
  
O primeiro homem foi tentado no Paraíso, num lugar muito cômodo e ameno, e não resistiu a tentação deixando-se ser corrompido e o pecado entrou no mundo. 

O primeiro homem Adão, é terreno, o segundo é cem por cento celeste, "Ele é Deus," que veio nos salvar. Por isso que Jesus Cristo é o Senhor..! 

Precisamos proclama-lo sempre como Senhor da nossa vida, Senhor da nossa família, Senhor da nossa salvação, pois somos pertenças de Jesus. ( Cl 1:15- 18 ) 

 Mateus descreve no evangelho que por quarenta dias, Nosso Senhor esteve no deserto, jejuou, orou, esteve entre espinhos e feras, foi tentado pelo maligno enfrentando todas as contradições. 

Ele sentiu a força das trevas no mundo e que esta causa  seria sua luta pela salvação da humanidade decaída pelo pecado original. 

Depois de quarenta dias de jejum e oração o tentador se aproximou do Senhor Jesus para tenta-lo, vendo que estava vulnerável, desnutrido, com sede e fome. 

O diabo disse a Jesus "Está com fome..? Se és o filho de Deus, manda que estas pedras se convertam em pão!" Você pode usar seus poderes em beneficio próprio, pois você é o Filho de Deus.

Mas Jesus respondeu: "Está escrito: Não só de pão vive o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus". 

Jesus está   dizendo para todos nós que a nossa vida não pode-se resumir só nas coisas materialistas que se passam, que não tem consistência espiritual, mas sim, na fé em Deus, nas necessidades da alma e do espírito e  na esperança da vida eterna. 



  Satanás levou Jesus a cidade santa no ponto mais alto do pináculo do templo e disse-lhe: "Se és o Filho de Deus lance daqui abaixo, porque está escrito. Deus dará ordens aos anjos a teu respeito e eles te levarão nas mãos para que não tropeces em alguma pedra". O Senhor Jesus respondeu: "Não tentaras o  Senhor teu Deus". 

Tentar a Deus e por a prova, por palavras ou atos, a sua bondade, a sua onipotência.  

 Irmãos..! Satanás conhece a palavra, pois recitou o salmo noventa. (90 ou 91) Tempos atrás um "líder religioso" dizia no seu programa de televisão em eloquente voz no seu púlpito pregando a  benção do show da prosperidade.

 Se Deus não me atender ao meu pedido de me prosperar, vou rasgar esta bíblia, vou joga-la no chão. Que Deus é este que estou seguindo que não vai cumprir o que está escrito na sua palavra? Como filho Dele, tenho direitos de exigir Dele, uma vida melhor.

Satanás na tentação do deserto incentivou e cobrou o poder de Jesus enquanto Filho de Deus de usar em beneficio próprio o  uso de milagres, para saciar o seu corpo humano desnutrido pela fome do jejum. 

 Este pecado é chamado de "Simonia" exigir de Deus milagres ou coisas para vender realidades espirituais. Pecados de irreligião, enganar as ovelhas com propostas enganosas em nome de Deus. 

 A palavra de Deus diz: Dai de graça, o que recebestes de graça dai. ( Mt 10:8 ). Estas práticas são proibidas pelo primeiro mandamento nas Sagradas Escrituras e está no Catecismo Católico. (Cat 2119, Cat 2139, Cat 2121 Cat 2134 ) 

 "O primeiro mandamento chama o homem a crer em Deus, a esperar Nele e ama-lo sobre todas as coisas."  Na terceira tentação o demônio faz propostas de riquezas e prosperidades mundanas a Jesus. 

 Se me adorares, eu te darei tudo isto que vês, porque tudo isso me pertence, porque foi o Pai que me deu. Gente..! Olhemos os perigos das riquezas que podem nos corromper. ( Mt 12,34 )

 Jesus disse: Buscai primeiro o Reino de Deus, é tudo mais vos será dado por acréscimo. ( Mt 6,33 ) 

 Nosso Senhor novamente o repreendeu: "Vai te embora satanás porque também está escrito: Adoraras o Senhor teu Deus e somente a ele prestarás culto". 



Satanás queria que Jesus optasse pelo sistema do mundo de subverter as propostas de salvação do Reino.  Então o diabo se afastou do Senhor Jesus prometendo voltar em outra ocasião. ( Lc 4,13 ) 

Esta ocasião foi o da paixão de Cristo e o final dramático do calvário. Satanás personificado nos algozes e fariseus diziam-lhe: "Se és o Filho de Deus desce da cruz". ( Mt 27, 40 ) "Se salvou a outros porque não salva a si mesmo..?". 

Irmãos..! O evangelho de hoje nos adverte em estarmos sempre buscando a Deus. O que estamos fazendo para agradamos a Deus..? Qual pecado que praticamos que abrem brechas para o inimigo da nossa salvação entrar nas nossas vidas..? 

Irmãos..! Precisamos de humildade, de nós convencer que somos fracos pecadores e dependentes de Deus. Se Nosso Senhor foi tentado imagine nós pobres pecadores frágeis.

 Irmãos..! Agarremo-nos no sangue poderoso de Nosso Senhor Jesus Cristo que o diabo vai embora. O sangue de Cristo tem poder..! 

Jesus nós ensinou como enfrentar o inimigo da nossa salvação, tem que ser no deserto da nossa vida espiritual, com fé, orações e penitências e eucaristia. Jesus disse sem mim nada podeis fazer. (Jo 15,5) 

Que nesta Quaresma esforcemo-nos mais, nos exercícios espirituais olhando os exemplos de Jesus. Jesus foi tentado muitas vezes durante sua vida pública, ora pelos escribas, ora pelos saduceus, ora pelos fariseus.

 Os evangelistas descreveram estas três tentações para mostrar-nos a fidelidade de Jesus a Deus Pai e como nós lutarmos, contra o inimigo da nossa salvação. Ele foi fiel do início ao fim da cruz. Amém. 

Jesus é o Senhor!

domingo, 19 de fevereiro de 2017

EVANGE LHO SÃO MATEUS 6,24-34 8º DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO "A" 2017 -- Leituras: 1ª Is 49,14-15, Sl 61; 2ª 1 Cor 4,1-5 -- Liturgia p/ 26/02/2017 - Cor verde.

   Esse é um dos últimos textos que meu pai deixou pronto antes de falecer, alguns estão incompletos, mas irei posta-los com o tempo para ser uma das últimas homenagens para ele. 
Amo você pai! <3

Olhai os lírios dos campos! Mt 6,28




Naquele Tempo, disse Jesus a seus discípulos: 24 Ninguém pode servir a dois senhores; pois, ou odiará um e amará outro, ou será um fiel a um e desprezará outro. Vós não podeis servir a Deus e ao dinheiro. 25 Por isso vos digo: não vos preocupeis com a vossa vida, com o que havereis de comer ou beber; nem com vosso corpo, com o que havereis de vestir. Afinal, a vida não vale mais que o alimento, e o corpo, mais do que a roupa? 26 Olhai os pássaros dos céus: eles não semeiam, não colhem, nem ajuntam em armazéns. No entanto, vosso Pai que está no céus os alimenta. Vós não valeis mais que os pássaros? 27 Quem de vós pode prolongar a própria vida, só pelo fato de se preocupar com isso? 28 E porque ficais preocupados com a roupa? Olhai como crescem os lírios nos campos: eles não trabalham e nem fiam. 20 Porém eu vos digo: nem o rei Salomão, em toda a sua glória, jamais se vestiu como um deles. 30 Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã e queimada no forno, não fará ele muito mais por vós, gente de pouca fé? 31 Portanto, não vos preocupeis, dizendo: o que vamos comer? O que vamos beber? Como vamos vestir? 32 Os pagãos é que procuram essas coisas. Vosso Pai, que está no céus, sabe que precisais de tudo isso. 33 Pelo contrário buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e sua justiça, e todas essas coisas vos serão dadas por acréscimo. Portanto, não vos preocupeis com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã terá as suas preocupações! Para cada dia basta seus próprios problemas".

Palavra da salvação.
Glória a vós, Senhor!

Querido povo de Deus estamos diante do Evangelho de São Mateus, 7º Domingo do Tempo Comum. Diante desta linda palavra do Senhor, devemos ser humildes e acolher sem reservas o seu ensinamento. Pois os humildes quando à acolhem produz muitos frutos,

 Os orgulhosos, porém, ficam mergulhados em sua autossuficiência e não produz nenhum bem. Em poucas palavras do contexto do Evangelho, Nosso Senhor nos coloca, diante de duas escolhas, radicais neste mundo. Qual vamos seguir; Deus ou o dinheiro? Na analogia de hoje, podemos  perguntar, qual o dinheiro?

 Não certamente aquele dinheiro honesto, que ganhamos com o suor do nosso trabalho, aquele dinheiro que é a justa paga do próprio trabalho, que serve para adquirimos o necessário; o pão de cada dia, na mesa da nossa família. 

Este dinheiro significa o pão de cada dia, que Jesus nos ensinou a pedir na "Oração do Pai Nosso!"Não se trata, portanto de dinheiro que serve a vida, mas daquele dinheiro, que escraviza, que do meio  se torna fim e de servo se torna patrão. 

Ou aquele maldito dinheiro corrupto, que se acumula absorvendo o dos outros, que cresce a preço de sangue, e da miséria alheia, o dinheiro que é extorquido.

 Por isso que Jesus nos diz: "Eu vos digo, para a vossa vida, não vos preocupeis com o que comereis ou bebereis, nem para o vosso corpo, o que vestireis. A vida não vale mais que o alimento, e  o corpo não vale mais que a roupa?"

 "Olhai as aves do céu: não semeiam nem colhem, nem ajuntam mantimento no celeiro; no entanto, vosso pai celeste lhes dá o alimento. Será que não valeis mais do que elas? (Mt 6,26-28) 

Irmãozinhos! Deus sabe o que é bom para nós, Ele quer que a sua santa palavra nos transforme, e nos liberte de todo mal. Por isso Ele nos pergunta: A quem serviremos, a Deus ou ao dinheiro..?

 Sim..! Serviremos o nosso Deus que tem propostas para o Reino dos Céus; ao dinheiro do poder não; pois  sua meta é imanente, pertence ao sistema desse mundo.

Sabemos que o dinheiro é sinônimo de poder. Pois através dele, os homens poderosos manipulam e sondam a vida da humanidade no mundo.   Este tema, esta reflexão, nos leva a uma realidade triste e terrível, daquilo que está acontecendo no mundo.

 Os homens gananciosos e maus, através deste poder, fazem guerras e  matanças de inocentes no mundo, para terem mais poderio. 

Quando uma nação fica pobre é  porque outra se enriqueceu na sua miséria. Há muita miséria no mundo, muita fome, doenças e abandono de todos os tipos, isso, porém, não é porque Deus falhou.

 Deus colocou no conjunto da natureza os meios para que todos tenham uma vida digna. Se falta para alguns, é por nossa culpa, ou porque nos apoderamos ou permitimos que alguns se apoderem de mais do que o necessário. 

 O sol brilha para todos, até mesmo para aqueles que oprimem os pequenos, e fazem injustiças. O Sermão da montanha tem clamado ao céus; até quando prevalecerá o mal e a injustiça?

 Nestes tempos modernos, dependente da tecnologia, o trabalho  sutilmente escraviza, os seres humanos, não lhes dando condições de oferecerem graças, e o louvor ao Criador, no "Dia do Senhor!"  

"Sabemos que o trabalho edifica o ser humano, por isso o trabalho é para o homem, e não, o homem para o trabalho..!" Mas nestes tempos modernos, empresas exigem; as maquinas não podem parar, para que os empresários tenham mais lucros, entreguem as encomendas,  nos prazos estabelecidos.  

Assim os trabalhadores escalados, tem que trabalhar dia e noite, conforme os seus turnos de trabalhos; os Domingos os dias Santos deixam de fazer parte da vida cristã do operário.

 O louvor e a ação de graças à Deus, fica em segundo plano. E assim afastam da Igreja, e do evangelho, só preocupando-se com as coisas materialistas sem sentido espiritual.  

Quando entramos neste tema difícil e polemico, estamos falando daquilo que pode nos escravizar, os meios, as necessidades se tornam finalidades e justifica as metas na nossa vida. 

Horas extras, trabalhar e trabalhar, para poder ter uma soma a mais no minguado salário. Assim Deus fica esquecido, fica esquecido em segundo plano, e o dinheiro se torna o Senhor dos homens, o preferido. 

 E claro que todos nós, sonhamos com uma vida abastada, e melhor e para nossa família; ai subjugamos ao trabalho, se matamos de trabalhar, fazemos viradas, cargas horárias e extras. Pensamos termos o  teto, independência, e mais conforto para nossa família.

 Os Domingos, os dias santos, que cai com folgas para descansar,  transformam em churrascadas, cervejadas, a poltrona cativa, com a transmissão do futebol; fica esquecido o culto ao Deus Senhor. Onde ficou então o culto a Deus..?

 É claro que Ele esteve, e está sempre conosco, pois ele é um Deus de amor, nos entende e nos ama. Só espera de nós, a nossa gratidão e  louvor..! Deus está sempre de mãos estendidas para nos acolher. Apesar de nossas infidelidades, Ele é Pai e faz cair a chuva sobre os justos e injustos, sobre os bons e os maus!

No sistema do mundo, os patrões, e os poderosos, o dinheiro que se acumulam, absorve o dos outros, como um vampiro, sangue-suga, a preços de trabalhos escravos, as vezes com sangue de inocentes.

Para nós cristãos o Senhor diz no evangelho de Mateus: ( Mt 6:19-24 ) 19 "Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam, 20 mas ajuntai tesouros no céu, onde a traça e nem a ferrugem consomem, onde os ladrões não minam, nem roubam. 

 O evangelho de hoje nos convida a fazermos uma profunda reflexão: O nosso Deus é Pai e providente; e não abandonará seus fieis filhos, ninguém pode sentir abandonado no caminho do Reino, Ele nos ama a cada um de nós, conforme a nossa necessidade. 

O profeta Isaías na segunda leitura nos exorta a confiança no Pai do Céu: 15 Acaso pode a mulher esquecer-se do filho pequeno, a ponto de não ter pena do fruto de seu ventre? Diz o Senhor: Se ela esquecer, eu, porém não me esquecerei de ti. ( Is 49,15)

 Confiantes, confiemos na certeza de sua fidelidade imutável, apesar de nossas infidelidades Deus mantém sempre fiel para conosco. Ele nos sustém em sua graça, mas deseja e espera da nossa parte uma resposta de amor! Por isso Nosso Senhor nos exorta, neste Evangelho maravilhoso, não nos colocar nossa felicidade, só nesta vida.

 Jesus disse: "Olhai os lírios do campo: eles não trabalham e nem fiam. Nem Salomão, em toda sua glória, jamais vestiu como um deles." "Olhai os pássaros do céus; eles não semeiam, não colhem nem ajuntam em celeiros. No entanto, vosso Pai que está no céus os alimenta."  

  Igreja povo de Deus, não vamos-nos desgastar ou deprimir nas situações difíceis e materialistas, Deus é Pai! Confiemos na sua providência, pois Ele mesmo irá julgar quem é o merecedor da sua atenção Divina. Deus tem sua demoras, mas quando nos atende ele capricha.  

Também daqueles irmãos que não podem adorar Jesus na Sagrada Eucaristia, ou que faz tanto tempo que já esqueceram a adoração e o louvor, porque tem que trabalhar para servir o sistema do poder deste mundo.  Amém!

Jesus é o Senhor!