domingo, 4 de janeiro de 2015

EVANGELHO SÃO MARCOS 1,7-11 -- BATISMO DO SENHOR -- ANO "B" 2015 -- LITURGIA PARA 11/01/2015 - 1°leitura Is 42,1-4.6-7; Sl 28; 2° leitura: At 10,34-38


                           TU ÉS MEU FILHO AMADO!

 Naquele tempo, 7 João Batista pregava dizendo: "Depois de mim virá alguém mais forte do que eu. Eu não sou digno de me abaixar para desamarrar suas sandálias.8 Eu vos batizei com água, mas ele vos batizará com o Espirito Santo."9 Naqueles dias, Jesus veio a Nazaré da Galileia, e foi batizado por João no Rio Jordão.10 Logo, ao sair da água, viu o céu se abrindo, e o Espirito, como pomba, descer sobre ele. 11 E do céu veio uma voz: "Tu és o meu filho amado, em. ponho o meu bem querer."

Palavra da salvação
Glória a vós, Senhor!



  Neste Domingo, nós povo de Deus, estamos diante do Evangelho de São Marcos. Hoje o Senhor vem através da Liturgia da palavra, nos falar do valor do Batismo."

 A festa do batismo do Senhor, revela para nós quem é Jesus, o que Ele fez, quem são os seus seguidores, quem são chamados a realizar na sociedade, o compromisso com Deus na construção de um mundo novo.

 Não basta termos recebido o batismo, mas não vive-lo no compromisso do Evangelho, como verdadeiros cristãos, em prol da Igreja e dos nossos irmãos, que padecem  injustiças, e não conhecem Jesus.

 O batismo de João Batista, era o batismo de conversão. Nosso Senhor Jesus Cristo não precisava ser batizado, pois não tinha pecado; mas para mostrar-nos o valor deste sacramento, dirigiu-se ao Rio Jordão para ser batizado pelo Batista. 

O Precursor dos profetas, estava batizando o povo no Rio Jordão, para preparar o povo, a chegada do Messias. Ele anunciava: "Depois de mim virá alguém mais forte que eu. ( Mc 1,7 )

E eu nem sou digno de desamarrar suas sandálias." Jesus Cristo é o ungido, das promessas de Deus, que chegou; apresentado como "o forte" por João Batista."

A primeira leitura é do profeta Isaías, escrito nos anos 740 AC, anunciando um misterioso "Servo," escolhido por Deus, que seria enviado aos homens, para instaurar um mundo de paz sem fim. 

Esse "Servo" é Nosso Senhor Jesus Cristo, que veio para concretizar,  a vontade de Deus Pai, na missão salvífica dos homens. 

Jesus realiza-à na humildade,  e simplicidade, não recorrendo ao seu poder divino, não usando à imposição, à prepotência, pois estes meios não são os meios de Deus. (  Is 42,1-4.6-7 )

Na segunda leitura dos Atos, Pedro afirma que Jesus Cristo é o Filho de Deus, o amado do Pai que veio para salvar o povo de Deus.

 Por meio de Cristo, o Pai restabelece o reinado da justiça, que os Apóstolos e os mártires, com a Igreja testemunham.

 Deus não faz distinção de pessoas, nação, raça ou cor, mas todos são chamados a fazerem parte do seu Reino, na prática da justiça e do temor do Senhor!

 "Como Jesus de Nazaré foi ungido por Deus, com o Espirito Santo e com poder. Jesus andou por toda a parte, fazendo o bem e curando a todos os que estavam dominados pelo demônio; porque Deus estava com ele." ( At 10,38 )

Não foi fácil para os primeiros cristãos, da Igreja primitiva, perseverarem na fé, devido as perseguições, do imperador romano, contra os cristãos.

 Por isso o autor sagrado da carta aos Hebreus escreveu encorajando a Igreja perseguida: "Os cristãos perseguidos, são herdeiros da história do povo eleito." 

"Lendo-a, nós cristãos, nestes tempos, podemos descobrir o modelo de fé viva,  que levou o povo de Deus, a construir a história, em direção ao Cristo Ressuscitado." ( Eb 11,1-40 )

O Evangelista Marcos, ao escrever este texto do Evangelho aos pagãos convertidos ao cristianismo, vê no Batismo de João Batista um rito de conversão, à comunidade cristã.

 Pois quem aceita o batismo, deve renunciar também o pecado, convertendo a uma Vida Nova, para integrar na Igreja; mas o batismo do neófito será o batismo no Espirito.

 Jesus é aquele que batiza com fogo do Espirito Santo..! "Eu vos batizo com água, mas Ele vos batizará com o Espírito Santo." ( Mc 1, 8 )

 Jesus é aquele em que o Espirito Santo repousa plenamente, e que realiza a libertação dos pecadores. O Cristo se fez batizar em profunda humildade, pois Nele  iniciava o "Novo Êxodo," a formação do novo povo de Deus.

 Jesus Cristo é Aquele que veio revelar, o rosto  misericordioso de Deus Pai, veio estabelecer o reinado da justiça, romper as divisões, e  fazer de nós o novo povo de Deus, e a "Nova e Eterna Aliança." ( CIC:73 ; Lc 22,19 ; 1Cor 11,23 ) 

 Nosso Senhor com o seu gesto de se batizar , nos solidarizou com a nossa limitação pecadora, tomando sobre si os nossos pecados, colocando ao lado dos pecadores, para ajudar a sairmos da situação, e caminha conosco rumo a libertação, como filhos adotivos, co-herdeiros do reino dos céus, novamente filhos do Pai.

 "É por isso que Jesus é o Senhor!" Disso resulta pela "Adoção Divina" uma "Nova Criação, uma Nova Humanidade." "Podemos invocar a Deus como Pai, porque o Filho de Deus feito Homem no-lo revelou, Ele quem pelo batismo, somos incorporados e adotados como filhos de Deus." ( CIC 2798 ; Rm 6,4 ; 2 Pd 1,4 )

No batismo do Senhor Jesus o céu se rasgou, e abriu-se novamente, para o "Novo Homem" celeste,  pois os homens  haviam rompido pelo pecado, a amizade  com Deus, agora pelo batismo do Senhor, existe a união do céu e da terra com o "Novo Povo" da promessa. 

Uma pomba repousa sobre o Ungido de Deus, é o Espirito Santo de Deus, que santificará toda a missão de Jesus, para pregar, curar, e libertar e santificar tudo aquilo que tocar. Jesus saiu das águas  para a grande missão do Reino, pleno do Espirito Santo. 

Uma voz fez ouvir do céu: Declarando que Jesus é o Filho de Deus. A missão de Jesus não será de triunfalismo, mas na obediência ao pai do céu. 

São Marcos descreve-nos a beleza deste dia, em que o Senhor Jesus aproximou de João, as margens do Rio Jordão, e dele recebeu o batismo, e do céu uma voz se fez ouvir: "Tu és o meu Filho amado, em ti ponho o meu querer."

Na festa da Epifania, deixamos o menino Jesus nos braços de sua mãe e agora neste Domingo seguinte, o encontramos diante de um homem de idade aproximada de trinta anos, misturado no meio do povão, que se achegam as margens do Jordão para receberem o batismo de João.

 Nosso Senhor vem na fila dos batizandos, como alguém que espera a sua vez de um concorrido confessionário, para nos ensinar que precisamos ter a humildade da conversão, e buscarmos sempre os sacramentos da reconciliação. 

Vamos recordar neste dia tão solene da festa do batismo do Senhor Jesus, o nosso batismo também. Ele nos compromete como Filhos co-herdeiros de Cristo, a sermos também anunciadores do Evangelho e da paz, que transforma o mundo e também a nós mesmo. 

Deus não esquece de nós jamais, ouçamos a sua voz, com mais ardor e mais amor. Peçamos sempre a Deus Pai, que nos ilumine e nos batize sem cessar no fogo do Espirito Santo, no amor de Jesus..! " Que o Senhor abençoe, com a paz, o seu povo! Sl 28

Jesus é o Senhor! Amém.

TEXTO ELABORADO DA HOMILIA DE CANTALAMESSA SUA OBRA: "O VERBO SE FAZ CARNE Pg 263-266 - "O BATISMO DE JESUS E O NOSSO BATISMO" - ANO "B" -- DEUS CONOSCO dia a dia Pg 57-59 - ANO LITÚRGICO "B" JANEIRO 2015. BIBLÍA PASTORAL CONTEXTO 9-11. Pe. BORTOLINE SUA OBRA: ROTEIROS HOMILÉTICOS Pg 291 -295 - BATISMO DO SENHOR  - ANO "B"



















Nenhum comentário:

Postar um comentário